Não tem como fugir do assunto mais falado do momento, o empoderamento feminino. Por isso, trouxemos uma seleção de livros que você vai amar. Sendo novata ou uma expert no assunto, vem ver a lista.

As mulheres precisam reconhecer seu poder e colocar em prática os ideais que o empoderamento traz. Por um mundo melhor e mais igualitário, todas devem estar por dentro desse movimento que vem ganhando cada vez mais espaço. Vem ver os 4 livros que selecionamos para você entrar de cabeça no mundo das empoderadas.

O ano em que disse sim – Shonda Rhimes
Se você é uma daquelas mulheres que sempre diz não pra tudo, ou fica deixando as coisas para depois, para tudo que esse é o seu livro.  “Você nunca diz sim para nada”, essas foram as seis palavras que levaram a autora Shonda Rhimes a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, ela decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para todas as oportunidades. Isso foi desde cuidar melhor da sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows. Além disso, Shonda disse sim ao amor próprio e ao seu empoderamento. No livro, ela relata com muito bom humor, os detalhes sobre sua vida pessoal, profissional e como mergulhar de cabeça no “Ano do Sim”. O livro oferece a motivação necessária para você fazer o mesmo com a sua vida. 

Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie
Se você tem medo de aderir ao movimento feminista e quer entender mais sobre o que ele é, essa obra é perfeita pra você. Se trata de uma adaptação do discurso da autora no TEDx Euston, que conta com milhões de visualizações no youtube e foi musicado por Beyoncé. O livro é curto, mas nem de longe raso. Adichie conta sobre seu primeiro contato com o termo feminista e o quanto isso foi posto a ela de forma negativa. Ela acreditava que a mulher feminista era infeliz, não gostava de africanos e detestava os homens, falas equivocadas que são ouvidas frequentemente. A obra de Chimamanda é uma introdução ao significado de ser feminista e ao fato de que não precisa ser uma mulher para defender a ideia de equidade que o movimento leva.

Garota, Interrompida –  Susanna Kaysen
Para aquelas que amam um drama cheio de tensão e questionamentos, essa obra vai virar sua queridinha. O livro inspirou o filme que foi sucesso de bilheteria e que deu a Angelina Jolie o Oscar de melhor atriz coadjuvante. Ou seja, não é pouco não, hein?! A obra se passa no ano de 1967,  a realidade é brutal para muitas pessoas e as que se recusam a seguir padrões são trancadas em instituições psiquiátricas. É um relato pessoal e intenso que nos traz uma reflexão sobre o papel de todos na sociedade, contando a jornada de uma mulher em busca do recomeço.

Clube da luta feminista – Jessica Bennett
Mulheres que querem fazer sucesso no ambiente de trabalho, não fiquem sem ler esse livro, ele não vai sair da sua cabeça. A obra é um manual de sobrevivência no mercado de trabalho, trazendo dicas para desenvolver autoconfiança, defender a igualdade de direitos e enfrentar os obstáculos que muitas vezes impedem o crescimento na carreira e o alcance de cargos de liderança. Com humor e ironia, a autora trata o clube da luta feminista como um clube sem luta e sem homens, deixando claro que as mulheres precisam se unir, se empoderar e apoiar umas às outras em favor de seus direitos. 

 

E aí, qual deles vai entrar para a sua lista de leitura para 2020?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*