Cachoeira Ravina no Parque das 8 Cachoeiras

Para quem ama estar em meio à natureza, poucas coisas podem ser melhor do que renovar as energias tomando banho em uma cachoeira. Entre tantas belezas naturais no sul do Brasil, as cascatas se destacam por toda sua imponência e encanto. Então se prepare para planejar o próximo passeio porque vamos te contar quais são as melhores cachoeiras para espantar o calor e ainda curtir uma vista incrível.

Nossa seleção tem cachoeiras grandes, pequenas, de fácil acesso ou não; enfim, pra todos os gostos. Já que é verão, separamos apenas aquelas onde é possível tomar banho (se prepare para águas gélidas!), mas vale lembrar que existem muitas cachoeiras lindas, como as famosas Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu – PR, e a linda cascata do Caracol, em Canela – RS, que também merecem ser visitadas apenas pela energia incrível e visual estonteante que proporcionam.

Rio Grande do Sul

Parque das 8 Cachoeiras – São Francisco de Paula

http://www.parque8cachoeiras.com.br/trilhas.html#content5-4z

Começamos não com uma, mas com 8 cachoeiras em um mesmo parque. Elas ficam em São Francisco de Paula, a 112 km de Porto Alegre, e possuem 8 trilhas que levam para diferentes cachoeiras, cada uma delas com um nível diferente de dificuldade.

Quem for visitar o local precisa se preparar, porque é quase impossível fazer todas as trilhas no mesmo dia. A trilha mais demorada de todas, que leva para a Cachoeira das Gêmeas Gigantes, tem cerca de 10 km e leva de 5 a 6 horas para a ida e a volta. Ficou sem fôlego só de imaginar? Não se preocupe, outras trilhas como para a Escondida são mais fáceis e levam a uma cascata própria para banho. Mas a mais recomendada para banho é a Cachoeira do Quatrilho, que tem uma trilha com dificuldade 4 em uma escala que vai de 1 a 5. São 2h30 para ir e voltar, mas o esforço compensa: a queda d’água tem 40 metros e forma um poço com quatro patamares.

Cascata dos Venâncios – Jaquirana

https://br.pinterest.com/pin/701154235708992887/

Cambará do Sul é internacionalmente conhecida pelas belezas do Parque Nacional da Serra Geral, que abriga o Cânion da Fortaleza, que é o maior cânion do Brasil. No entanto, bem pertinho dalí, fica o município de Jaquirana, onde está a Fazenda Cascata dos Venâncios com um conjunto de quatro cachoeiras. As trilhas para acessá-las são bem fáceis e uma cachoeira fica perto da outra, mas é bom lembrar de cuidar a previsão do tempo antes de planejar a viagem, já que na região é difícil uma temperatura mais alta que 25º no verão.
As quedas d’água, formadas pelo Rio Camisas, são próprias para banho e proporcionam massagens relaxantes pela força da água. A primeira delas tem 100 metros de extensão. Vá para passar o dia e fazer um churrasco.

Cascata do Garapiá – Maquiné

https://br.pinterest.com/pin/89438742584379017/

Essa é uma das cascatas mais conhecidas da região, que possui dezena delas, sempre bastante frequentadas durante o verão. Aliás, o próprio nome da cidade faz menção a estas belezas naturais: “Maquiné” quer dizer, em tupi-guarani, “gota que pinga”. O acesso de carro se dá em uns 20 km, 10 deles em estrada de chão. Depois, em alguns minutos de caminhada se chega à atração. A cachoeira tem 12 metros de altura e forma uma piscina natural de águas cristalinas que pode chegar a até 3 metros de profundidade.

A atração fica em uma propriedade privada, mas não é necessário pagar entrada. No entanto, o acampamento no local é proibido. Aos fins de semana é comum que a prefeitura desloque um monitor para prestar auxílio aos banhistas.

Cascata da Borússia – Osório

Perto de Porto Alegre e de fácil acesso, não é à toa que a Cascata da Borússia seja bem conhecida dos gaúchos. Ela está localizada em uma propriedade privada e uma parte curta do trajeto até a cachoeira é feito por estrada de chão.
No verão, o espaço funciona das 8h30 às 19h. É preciso tomar cuidado nas águas, que chegam a até seis metros de profundidade em alguns pontos, mas é possível nadar próximo à cascata. O acampamento no local é proibido, mas pode-se passar o dia e desfrutar de todas as atrações do local, que tem uma estrutura com bons restaurantes. No alto do morro, há um mirante com visual panorâmico privilegiado do Litoral Norte, de onde é possível ver o parque eólico, as lagoas e as praias mais próximas. Há, ainda, uma rampa com vôo livre, uma das grandes atrações do local.

Nascente do Rio dos Sinos – Caraá

https://br.pinterest.com/pin/332140541264693023/

O Rio dos Sinos, que abastece mais de 1,5 milhão de pessoas, muitas vezes foi considerado o rio mais poluído do RS. Entretanto, a sua nascente ainda reserva trechos de águas puras, limpinhas. O passeio, em si, já propõe uma reflexão sobre a necessidade de preservarmos o meio ambiente.

Localizada no pequeno município de Caraá, no Litoral Norte, a nascente encanta visitantes com cascatas de vários tamanhos, trilhas em meio à floresta atlântica e paisagens de rara beleza. Segundo a prefeitura de Caraá, ela fica encravada em uma Área de Preservação Ambiental (APA) de 9 mil hectares e a baixa densidade populacional da região manteve grande parte da vegetação e fauna nativa do local praticamente intocadas.

Cachoeiras de mais de 100 metros de altura e piscinas naturais de água cristalina compõem a paisagem e são um verdadeiro convite aos banhistas.

Mas todo esse cenário é um presente pra quem gosta de aventuras, pois o acesso não é nada fácil: o único se dá por uma trilha de quase dois quilômetros na mata fechada.

Santa Catarina

Rota das Cachoeiras – Corupá

https://br.pinterest.com/pin/439663982350254517/

Quem acha que os banhistas de Santa Catarina desfrutam só das lindas praias está errado. O estado tem muitas cachoeiras lindas, a começar pelas 14 que compõem a Rota das Cachoeiras em Corupá, município na região Norte. A trilha que liga uma à outra faz parte da RPPN – Reserva Particular do Patrimônio Natural – Emílio Fiorentino Battistella, uma área de mais de mil hectares.

É necessário comprar o ingresso para visitar a atração em estabelecimentos na estrada para lá. Na recepção o visitante ganha um mapa e começa a trilha, chamada “Passa Águas”, que vai beirando o Rio Novo. A primeira queda d’água fica a 100 metros dalí: a Cachoeira do Suspiro. No entanto, para completar a trilha toda são necessárias 4h. Só para ir são 2900 metros, maior parte em subida, esforço compensado com a última cachoeira, que conta com uma queda de 125 metros de altura.

As restrições sobre banhos podem mudar conforme o período da sua visita, procure se informar.

Cachoeira da Solidão – Florianópolis

https://br.pinterest.com/pin/610308186976353739/

Uma pequena queda d’água com um poço bastante profundo escondida na Praia da Solidão. Atravessando a ponte de madeira sobre o Rio das Pacas, sobe-se, à direita, por uma trilha rústica até avistar a piscina natural de águas claras. A trilha até lá é rápida e bem fácil, vale um mergulho para se refrescar na água doce e gelada que desce do morro. As crianças costumam adorar o local, que também rende belíssimas fotos.

Paraná

Circuito Iguassu Secret Falls – Foz do Iguaçu

http://iguassusecretfalls.com.br/

Foz do Iguaçu dispensa apresentações. Hoje a cidade é tida como um importante destino turístico do mundo por conta das Cataratas. Mas poucos sabem que, pra quem busca aventura e estar em contato com a natureza, o local reserva também gratas surpresas como cachoeiras secretas e pouco conhecidas, próprias para banho, que compõem o circuito Iguassu Secret Falls.

São quatro trilhas que juntas chegam a cerca de quatro quilômetros de caminhada. Todo o caminho, aliás, é feito de subidas e descidas de dificuldade moderada, mas por fim é possível desbravar dez cachoeiras de águas cristalinas. Passeio conta com guias que entendem tudo sobre a natureza local e contam muitas histórias sobre ele. Mas prepare-se: o valor do passeio costuma ser bem alto.

Trilha das Cachoeiras – Sengés

Sengés é um refúgio para quem procura descanso e belezas naturais. São cerca de 60 cachoeiras na região, além de cânions, vales, lagos e grutas que tornam a cidade ainda melhor. A distância até Curitiba é de 272 km.

Com 14 km de extensão e dificuldade baixa para acessar as cascatas da trilha, é importante mencionar que não há sinalização no local. Por isso, para fazer o passeio é necessária a presença de um guia ou de alguém que conheça muito bem a região.

A trilha possui algumas cachoeiras apropriadas para banho e outras para a prática de rapel. São elas a Cachoeira da Cabeceira, Cachoeira do Postinho, Cachoeira dos Veadinhos (a mais indicada para banho!), Cachoeira dos Bugres e Cachoeira do Lajeadão, com muitas piscinas naturais. Por fim, o visitante encontra a linda Cascata do Poço Fundo. Vale a pena o passeio!

Cachoeira dos Ciganos – São José dos Pinhais

https://br.pinterest.com/pin/577657089676832328/

Pertinho de Curitiba, está localizada a 50 km do centro de São José dos Pinhais, sendo 26 de estrada de saibro na estrada da Usina da Guaricana. Possui uma linda queda d’água de quase 10 metros e piscinas naturais próprias para banho. São 15 minutos de caminhada do acesso a cachoeira entre trilha e rios, e o caminho até lá já é uma aventura por si só, mas com grau de dificuldade fácil. Em muitos momentos da trilha, você terá que cruzar o caminho pela água. Existem marcações nas árvores que servem como guia para ajudar na localização. Vá pela manhã, pois nos fins de semana do verão o local costuma ficar bem cheio durante a tarde.

Gostou das sugestões? Se você quiser visitar uma das atrações que possuem trilhas, o ideal é fazer o passeio com roupas e calçados confortáveis (nada de chinelo), próprios para a prática de exercícios. Por baixo, vá com um maiô ou biquíni para aproveitar o banho.

Looks Fitness da nossa coleção Verão 2019, ideais para fazer trilhas.
Looks de banho do Verão 2019 Rosa Tatuada.

Agora é só escolher o destino do passeio do próximo fim de semana e curtir com os amigos! Conte pra gente nos comentários se já conhecia alguma dessas atrações.

Um beijo!

Total
219
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*